Conheça as maneiras de investir seu dinheiro e fazê-lo render

investimentos1

 

Guardar dinheiro e apostar no investimento certo pode ser o caminho para conquistar um sonho, como comprar a casa própria, trocar de carro ou realizar uma viagem. E, embora a poupança seja um dos meios mais seguros de aplicar seu dinheiro, ela não é a única opção. Há vários tipos de investimento que garantem bom rendimento. E você não precisa ter muito dinheiro. Com apenas R$ 10 já consegue começar a investir.

Antes de aplicar:

- Defina qual é o seu objetivo para a melhor maneira de aplicar o seu dinheiro.

- Reserve um tempo para entender os tipos de investimento disponíveis no mercado. Bancos têm informações em seus sites.

- Procure bancos e instituições financeiras confiáveis.

- Antes de aplicar qualquer quantia, resolva todas as pendências financeiras.

- Coloque na ponta do lápis os impostos e as taxas que serão descontados na hora em que você for retirar o dinheiro.

- Mais importante do que investir muito é aplicar sempre (mesmo que seja uma pequena quantia todo mês).

- O valor que você vai guardar e investir devem estar dentro do seu orçamento.

- Avalie com cuidado qual é o melhor momento pra usar o dinheiro investido.

 

Conheça os tipos de investimentos:

- Poupança: É bom para quem não quer correr risco de perder grana. É considerada uma das aplicações mais seguras e é livre de taxa de resgate.

Para começar: Você precisa de R$ 0,01 (um centavo)! Não é exigida uma quantia mínima pra aplicar na poupança.

Taxas de resgate: É livre de taxa de administração anual e IR (Imposto de Renda).

- Títulos de renda fixa: É um investimento de maior prazo, quando pode-se esperar para retirar o dinheiro. Quanto mais tempo ele permanecer aplicado, menores serão as taxas de resgate.

Para começar: O valor varia de acordo com o tipo de título. No CDB, bancos exigem aplicação mínima de R$ 100 a R$ 1.000. Títulos públicos podem ser adquiridos por R$30.

Taxas de resgate: A maioria sofre tributação no rendimento. Quem retirar a grana antes de 30 dias paga IOF (Imposto Sobre Operações Financeiras).

- Fundos de investimento: Ideal para quem quer começar a investir, mas tem pouco dinheiro. Um grupo de investidores tem maior poder de compra e de venda de títulos e divide as perdas.

Para começar: Valores dependem do fundo e da instituição. Com R$ 10 já dá pra aplicar no fundo de renda fixa da Caixa Econômica Federal.

Taxas de resgate: Para fundos de renda fixa, a tributação cai com o tempo (vai de 22,5% para 15%). Já nos fundos de ações, o imposto é de 15%.

- Previdência privada: Busca garantir um reforço na aposentadoria. No longo prazo, previdência rende mais que poupança.

Para começar: O valor mínimo depende do tipo de plano e da instituição financeira.

Taxas de resgate: No PGBL, todo o dinheiro resgatado sofre tributação do IR. Já no VGBL, apenas a grana do rendimento alcançado no plano sofre perdas.

Consulte nossa Caixa Econômica Federal e tire suas dúvidas para começar a investir o quanto antes.

Fonte: M de Mulher

Esta entrada foi publicada em Dicas, dinheiro e marcada com a tag , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>